sonho mar


Essa noite sonhei que eu morava em um farol e tinha o poder de controlar tudo que acontecia no mar. Os surfistas vinham me pedir ondas absurdamente altas. As mães me pediam para recuar um pouco a água das margens para os filhos pequenos poderem nadar sem afundar. As crianças me pediam para fazer marolas. Tudo que me pediam eu dava. Só precisava imaginar, que acontecia exatamente o que eles queriam. Era gostoso ver todo mundo feliz, mas eu estava esgotada. O cansaço afetava o meu humor e eu tinha que tomar muito cuidado com isso, pois as águas também estavam conectadas com as minhas emoções. Eu podia mover o fundo do mar e causar estragos catastróficos com um grito de ira ou dor. Aumentar o nível de sal da água com a tristeza e mágoa. E quando essas coisas aconteciam, todos me insultavam. Deixavam de ver o meu dom como um presente e me olhavam como se eu fosse uma maldição. 
Mas por conta de uma fatalidade que causei, adquiri o conhecimento de que eu também tinha o poder de alterar o tempo. E assim eu conseguia voltar para os meus melhores dias e pular os que eu não estava bem para não afetar os banhistas. Ninguém percebia e ninguém se machucava. Na verdade, passaram até a gostar mais de mim, pois eu já dava o que eles queriam sem ter que me pedir.