beba com moderação

Entre taças de vinhos, abrimos o baú do passado, a gaveta do presente e as malas do que esperamos do futuro.
Recomendo muito sair da roda da mesmice e da mesma geração, puxar a cadeira para sentar com quem viveu a experiência, estudou mais a fundo ou tem um conhecimento que vai além do tópico. Em tempos que tudo que escutamos ou lemos é planejadamente produzido para te conduzir a um raciocinio de apenas um gomo, ter ao lado quem tem mais a oferecer do que o que se lê e vê em jornais, redes sociais ou gravações de celulares, é uma oportunidade para abrir aquela caixinha do seu cérebro que você tampou para não ficar acumulando sucos que os outros espremeram (doces, azedos, amargos - em caixinha com canudinho já espetado).