divagando...

Por que o amor não permanece sempre no início, 
sem meio e sem fim?