Fui seguindo aquela rua escura, como se soubesse exatamente onde estava indo. Do nada a minha memória se perdeu de novo e não tinha a menor idéia de onde estava e porque. Um sino de porta chamou a minha atenção e fui me esconder para não ser avistada pela sombra que saía por ali. Assim que se distanciou do lugar que deixou, aventurei a entrar. 
O sino anuncia a minha chegada e assim vou entrando em um labirinto de livros empilhados e empoeirados. Procuro não derrubar nada, mas um gato me assusta ao se fazer notar e esbarro em uma das pilhas. Um dos livros que derrubo cai aberto. Como é possível eu estar vendo aquilo? Aquela imagem é a imagem que vejo todas as noites em meus sonhos! Pego o livro e leio baixinho: - A menina e o tambor.
- SIM?! - diz a voz de um senhor - TEM ALGUEM AÍ? POSSO AJUDAR? 
Como um fantasma, pego o livro e saio correndo deixando o gato, os livros e aquele senhor confuso para trás. Vou deixando aquela rua e tudo começa a se desfazer atrás mim. Carrego um sonho dentro de um sonho e acordo com a sensação de cair em um buraco escuro sem fim.