A americana Vivian Maier não era uma fotógrafa profissional. Era apenas uma babá apaixonada pela arte da fotografia. Sua maior diversão era vagar pela cidade com sua câmera em mãos, registrando o cotidiano da vida urbana. A maioria de suas fotos foram tiradas ao longo da década de 50 e 60, em Nova York e Chicago, cidades onde viveu. As imagens são fantásticas e mostram um talento inquestionável. No entanto, Vivian nunca mostrou suas fotos ao público, e muitas, sequer revelou. O mundo só tomou conhecimento do seu incrível trabalho após sua morte, quando mais de 100 mil negativos foram encontrados entre seus pertences.